O que é a UNESCO, Entidade que foi abandonada pelos EUA?

unesco1600

Embora, na teoria, seja uma organização da ONU com objetivos muito nobres, ou seja, de trabalhar pela educação e cultura no mundo, na prática, com o passar dos tempos, a UNESCO tornou-se um braço da ONU que serve para o projeto da Nova Ordem Mundial, que impõe a cultura de morte em diversos países e combate a moral judeu-cristã que deu base para nossas sociedades ocidentais.

Em seus documentos, a UNESCO promove a ideologia de gênero, a agenda gay, o sexo livre e irresponsável, o aborto e a nefasta ideia que as crianças são propriedade do Estado, e que este tem mais autoridade sobre elas do que seus pais. No seu Plano de ação, de 2009, por exemplo, a UNESCO não só diz que as crianças devem ser ensinadas a abortar, mas até mesmo a serem promotoras do aborto “seguro”. Em 2010 esta Agencia se posicionou pela clonagem de embriões humanos. Neste ano, a UNESCO liberou um documento que apoia a mudança de sexo de jovens, mesmo sem o consentimento dos pais, baseado no eufemístico “direitos sexuais”. Aliás, a UNESCO trabalha em estreita parceria com a IPPF, a maior organização abortista do mundo.

Não é algo a se estranhar pois, desde seu surgimento, a UNESCO contou com vários comunistas infiltrados, como documenta o livro The Fearful Master. O ex-comunista Joseph Z. Kornfeder disse que a “UNESCO corresponde ao departamento de propaganda do partido comunista. Este departamento tem a estratégia e método de chegar à mente do público, jovens e velhos” (Em The fearful Master; tradução livre)

Não por acaso a proposta da Base Nacional Curricular aqui no Brasil, que promove a ideologia de gênero, se apoia na UNESCO. O que percebemos é um plano para que todos os países ligados à UNESCO adquiram um curriculum comum de educação que, no fim das contas, será dirigido pela própria UNESCO. Assim, esta organização pavimenta o caminho para que, por meio da educação, a mente das crianças, jovens e adolescentes seja modificada. Segundo o livro Maquiavel Pedagogo, isto é feito por meio de técnicas de manipulação psicológica para mudar comportamentos e valores. Os estudantes passam a receber novos valores, muitas vezes contrários aos dos seus pais.

Em seu discurso de visita à UNESCO, em1980 (http://w2.vatican.va/content/john-paul-ii/es/speeches/1980/june/documents/hf_jp-ii_spe_19800602_unesco.html) o Papa João Paulo II advertiu esta organização sobre a importância de trabalhar pela educação moral e não meramente técnica, para favorecer a solidez da família e respeitar a soberania das Nações. Infelizmente, passadas três décadas deste discurso, percebemos que não foi ouvido, pois a UNESCO está fazendo justamente o contrário.

O campo da cultura e da educação é extremamente importante e estratégico, mas pode prestar-se tanto à promoção do bem quanto, por parte de pessoas má intencionadas, para o mal, por meio da manipulação. Quem sabe, com a saída dos EUA e a possível saída de outros países, esta Organização poderá repensar suas ações ideológicas e assumir novos e melhores rumos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>