A ideologia de gênero (resumida em pontos principais)

não à ideologia- estamos vivendo dentro de um plano orquestrado para a destruição da família;

Constituição Brasileira, Art 226, § 3º: Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento.

– ideologia de gênero: as pessoas se constroem sexualmente, são versáteis, podendo mudar de orientação sexual a qualquer momento; não existe homem e mulher;

– gênero é termo criado para paulatinamente entrar na linguagem e pervertê-la: primeiro como sinônimo de sexo e, depois, como forma de definir o ser humano como indefinido; mas o objetivo é que o sentido do termo não seja mesmo compreendido (a não ser pelo seus promotores), pois quanto mais ignorantes as pessoas forem, do verdadeiro sentido, melhor;

– a implantação da ideologia de gênero na educação é fundamental para a estratégia de um grupo de poder de retirar dos pais o direito e dever sobre a educação dos seus filhos e passá-la ao Estado.

– ao promover a erotização das crianças (cartilhas de “educação” sexual, incentivo ao sexo livre), os ideólogos, no futuro, querem promover a pedofilia (ver vídeo neste blog);

– esta erotização precoce serve para “quebrar” a pessoa, dando ênfase ao indivíduo, ou seja, alguém mais facilmente manipulado quando adulto;

Consequências:

  • - uso comum dos banheiros nas escolas (D.O.U.12/03/15): que apresenta um perigo real de estupros (A Suécia, promotora da ideologia de gênero, é o 2º país no mundo, em número de estupros)
  • perseguição social (médicos obrigados a fazer cirurgia de mudança de sexo e aborto; psicólogos não podendo atender pessoas com tendência homosexual; professores obrigados a seguirem a cartilha ideológica, etc)

No futuro, estarão Propondo o incesto e a pedofilia, como já dizia a feminista radical Shulamith Firestone, que citamos:

“O tabu do incesto hoje é necessário somente para preservar a família; então, se nós nos desfizermos da família, iremos de fato desfazer-nos das repressões que moldam a sexualidade em formas específicas” (Isto já é recomendado na Alemanha, por um Conselho de Ética!)

“A total integração das mulheres e das crianças em todos os níveis da sociedade. Todas aquelas instituições que segregam os sexos ou separam as crianças da sociedade adulta, por exemplo, a escola elementar, devem ser destruídas. Abaixo a escola! (…) E, se as distinções culturais entre homens e mulheres e entre adultos e crianças forem destruídas, nós não precisaremos mais da repressão sexual que mantém estas classes diferenciadas, sendo pela primeira vez possível a liberdade sexual “natural”. Assim, chegaremos, à 31 4) liberdade sexual para que todas as mulheres e crianças possam usar a sua sexualidade como quiserem. Não haverá mais nenhuma razão para não ser assim. (…) Em nossa nova sociedade a humanidade poderá finalmente voltar à sua sexualidade natural “polimorfamente diversa”. Serão permitidas e satisfeitas todas as formas de sexualidade. A mente plenamente sexuada tornar-se-ia universal”.

“Eu não acredito que toda conduta sexual entre estudantes menores e professores deve necessariamente ser classificada como estupro. Eu acredito que, salvo em circunstâncias realmente estritas, o sexo consensual entre professores e alunos não deveria ser criminalizado.” (The Washingto Post)

O que queremos:

– não queremos a discriminação injusta das pessoas, mas não aceitamos a imposição de uma forma de pensar e agir, de uma parcela da população, sobre toda a população;

– não aceitamos ser as novas vítimas do CAVALO DE TRÓIA (uma palavra – gênero, é introduzida no ordenamento jurídico, como algo bom, mas mostrar-se-á como um engodo, que traz o inimigo para nós);

– não aceitamos que a CAIXA DE PANDORA se abra sobre nós

– queremos o respeito à Constituição: – Art. 229. Os pais têm o dever de assistir, criar e educar os filhos menores, e os filhos maiores têm o dever de ajudar e amparar os pais na velhice, carência ou enfermidade.

– Art 26 da Declaração dos Direitos Humanos: “Aos pais pertence a prioridade de direito de escolher o gênero [tipo] de educação a dar aos seus filhos

– queremos o respeito ao PNE (Plano Nacional de Educação), que foi Aprovado SEM GÊNERO;

– não aceitamos a imposição de temas ideológicos sobre nós, vindos da esfera federal do Ministério da Educação;

Para saber mais:

Vídeos sobre gênero:

https://www.youtube.com/watch?v=8pUlzGhESaY&feature=youtu.be

https://www.youtube.com/watch?v=tMA29oopMmw&feature=youtu.be

http://biopolitica.com.br/index.php/videos/51-genero-nas-escolas

https://padrepauloricardo.org/episodios/a-ideologia-de-genero-nos-planos-municipais-de-educacao 

 

Palavra do Papa

http://www.agencia.ecclesia.pt/noticias/vaticano/vaticano-papa-contesta-ideologia-do-genero-e-pede-defesa-da-complementaridade-homemmulher/

http://www.zenit.org/pt/articles/o-papa-francisco-a-ideologia-de-genero-e-a-reforma-politica

 

Palavra de bispos

http://blog.comshalom.org/carmadelio/45999-a-proposito-da-tentativa-de-insercao-da-ideologia-de-genero-no-plano-municipal-de-educacao-mais-um-bispo-se-manifesta

http://blog.comshalom.org/carmadelio/46003-regional-norte-iii-da-cnbb-emite-nota-explicativa-sobre-os-planos-de-educacao

http://www.zenit.org/pt/articles/bispo-brasileiro-publica-nota-contra-a-ideologia-do-genero

http://www.cnbb.org.br/regionais/norte-3-tocantins-e-norte-de-goias/16651-regional-norte-3-emite-nota-explicativa-sobre-os-planos-de-educacao 

http://www.cnbb.org.br/regionais/sul-2/16177-bispos-do-parana-divulgam-mensagem 

Outros:

http://www.gazetadopovo.com.br/opiniao/artigos/educacao-sexual-compulsoria-2hxi7q9et9a5ao4m9wznv9uu2

http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/blog-da-vida/entenda-a-ideologia-de-genero-e-os-problemas-que-ela-traz/

http://www.laici.va/content/laici/en/sezioni/donna/notizie/interview-with-marguerite-a–peeters-on-the-gender-theory.html

http://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/o-que-e-ideologia-de-genero-0zo80gzpwbxg0qrmwp03wppl1#social2_comentario_form

Pe. Silvio, MIC

Uma ideia sobre “A ideologia de gênero (resumida em pontos principais)

  1. Link

    “De acordo com esta filosofia, o sexo ja nao e considerado um elemento dado pela Natureza e que o ser humano deve aceitar e estabelecer um sentido pessoal para a sua vida. Em vez disso, o sexo e considerado pela Ideologia de Genero como um papel social escolhido pelo individuo, enquanto que no passado, o sexo era escolhido para nos pela sociedade. A profunda falsidade desta teoria e a tentativa de uma revolucao antropologica que ela contem, sao obvias.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>