Arquivo do autor:Silvio Roberto

Enem e os Direitos Humanos

test          Nas semanas que antecederam o Enem apresentou-se uma grande polêmica: alunos seriam sumariamente zerados em suas provas caso escrevessem algo contrário aos direitos humanos. Depois de uma batalha judicial entre o Ministério da Educação e a Escola sem partido, esta última ganhou e os estudantes se viram livre para escrever o que quisessem, sem censura prévia (pelo menos é o que a teoria diz).

É preciso, no entanto, entender o que subjaz a inciativa do Ministério da Educação. Continue lendo

500 anos de protestantismo

20161122_EUP001_3570x1680Há exatos 500 anos o padre Martinho Lutero iniciou oficialmente o protestantismo, ao pregar suas 95 teses na porta de uma igreja na Alemanha. É inegável que temos valorosos protestantes (evangélicos) em nosso país, que muito contribuem para uma sociedade melhor. Mas, olhando em termos mais amplo, o que Lutero fez tem consequências drásticas: Continue lendo

100 anos de Comunismo. E de Fátima…

CR38-pg10_1            O ano 1917 foi marcante para toda a humanidade. Em maio daquele ano ninguém menos do que a própria Mãe de Deus adentrava-se na história humana, nas aparições de Fátima, que aconteceram de maio a outubro, uma vez por mês. Também naquele ano, em novembro, aconteceu a tomada de poder na Rússia pelo Comunismo. Estes fatos não são isolados. Antes, inserem-se na história humana que, de lá para cá, claramente apresenta-se cada vez mais dramática.

Fátima, uma ajuda do céu aos duros tempos que viriam

Continue lendo

“Só” 18 bilhões

soros2Esse é o valor que o megainvestidor, George Soros, destinou este ano para sua Fundação chamada Open Society. Valor que se soma aos 11 bilhões que ele já havia doado ao longo dos últimos anos a esta mesma Fundação. E o que faz a Open Society, que está se tornando uma das maiores Fundações do mundo, (no nível das poderosas Fundação Ford, Rockfeller, Bill Gates e algumas outras)?

Assim como suas primas bilionárias, a Open Society trabalha para impor a ideologia da Nova Ordem Mundial no mundo, ou seja, derrubar os valores cristãos da sociedade ocidental, promovendo a ideologia de gênero, aborto, feminismo, suicídio, mudança do conceito de família, etc. 

Para tanto, a sua Fundação financia diversos projetos nas universidades, apoia as ONGs esquerdistas e age para eleger os políticos que lhes apraz (Soros investiu muito para tentar eleger a Hillary Clinton, o que não deu certo), com o intuito de mudar lei nos países.

As ações de Soros acontecem a nível mundial, atingindo diversos países. Uma das suas últimas tentativas foi financiar a legalização do aborto na Irlanda, país que sempre foi muito católico. Com isso, ele objetiva atacar a legislação de outros países, inclusive a Polônia. Segundo o wikileaks, sua Fundação também tinha planos de infiltrar pessoas em postos chaves da Igreja. É público que a Open Society financia duas organizações que tentam se passar por católicas, a Católicas pelo Direito de Decidir (que promove o aborto) e a Católicos em Aliança pelo Bem Comum, que promove ideias socialistas.

No entanto, apesar de todo poder econômico, forças estão se levantando contra o império de Soros. Na Macedônia e Hungria criou-se um movimento para expulsar sua Fundação daquelas sociedades. Os cristãos acreditam que a força da verdade e o poder de Deus é maior do que o poder do dinheiro desta gente. Olhando pelo prisma meramente financeiro, não temos nada que chegue aos pés destas Fundações. Mas, por uma visão mais ampla, há uma Instituição que lhes supera em tudo (menos no dinheiro): a Igreja. A Igreja está em todos os países do mundo, tem acesso a todas as camadas sociais e conta com milhões de agentes multiplicadores. Não por acaso eles temem a Igreja e querem controla-la (já que destruí-la sabem que não dá). Mas falta o gigante (a Igreja) acordar…

O que é a UNESCO, Entidade que foi abandonada pelos EUA?

unesco1600

Embora, na teoria, seja uma organização da ONU com objetivos muito nobres, ou seja, de trabalhar pela educação e cultura no mundo, na prática, com o passar dos tempos, a UNESCO tornou-se um braço da ONU que serve para o projeto da Nova Ordem Mundial, que impõe a cultura de morte em diversos países e combate a moral judeu-cristã que deu base para nossas sociedades ocidentais.

Em seus documentos, a UNESCO promove a ideologia de gênero, a agenda gay, o sexo livre e irresponsável, o aborto e a nefasta ideia que as crianças são propriedade do Estado, e que este tem mais autoridade sobre elas do que seus pais. No seu Plano de ação, de 2009, por exemplo, a UNESCO não só diz que as crianças devem ser ensinadas a abortar, mas até mesmo a serem promotoras do aborto “seguro”. Em 2010 esta Agencia se posicionou pela clonagem de embriões humanos. Neste ano, a UNESCO liberou um documento que apoia a mudança de sexo de jovens, mesmo sem o consentimento dos pais, baseado no eufemístico “direitos sexuais”. Aliás, a UNESCO trabalha em estreita parceria com a IPPF, a maior organização abortista do mundo.

Não é algo a se estranhar pois, desde seu surgimento, a UNESCO contou com vários comunistas infiltrados, como documenta o livro The Fearful Master. O ex-comunista Joseph Z. Kornfeder disse que a “UNESCO corresponde ao departamento de propaganda do partido comunista. Este departamento tem a estratégia e método de chegar à mente do público, jovens e velhos” (Em The fearful Master; tradução livre)

Não por acaso a proposta da Base Nacional Curricular aqui no Brasil, que promove a ideologia de gênero, se apoia na UNESCO. O que percebemos é um plano para que todos os países ligados à UNESCO adquiram um curriculum comum de educação que, no fim das contas, será dirigido pela própria UNESCO. Assim, esta organização pavimenta o caminho para que, por meio da educação, a mente das crianças, jovens e adolescentes seja modificada. Segundo o livro Maquiavel Pedagogo, isto é feito por meio de técnicas de manipulação psicológica para mudar comportamentos e valores. Os estudantes passam a receber novos valores, muitas vezes contrários aos dos seus pais.

Em seu discurso de visita à UNESCO, em1980 (http://w2.vatican.va/content/john-paul-ii/es/speeches/1980/june/documents/hf_jp-ii_spe_19800602_unesco.html) o Papa João Paulo II advertiu esta organização sobre a importância de trabalhar pela educação moral e não meramente técnica, para favorecer a solidez da família e respeitar a soberania das Nações. Infelizmente, passadas três décadas deste discurso, percebemos que não foi ouvido, pois a UNESCO está fazendo justamente o contrário.

O campo da cultura e da educação é extremamente importante e estratégico, mas pode prestar-se tanto à promoção do bem quanto, por parte de pessoas má intencionadas, para o mal, por meio da manipulação. Quem sabe, com a saída dos EUA e a possível saída de outros países, esta Organização poderá repensar suas ações ideológicas e assumir novos e melhores rumos.

Quem é São Miguel Arcanjo?

MINOLTA DIGITAL CAMERA

            A Igreja faz memória de São Miguel, juntamente com S. Gabriel e S. Rafael, no dia 29 de setembro. Mas quem é ele?

Anjos

Como nos ensina a Palavra de Deus, os anjos estão hierarquicamente divididos em 9 coros: Anjos, Arcanjos, Virtudes, Poderes, Principados, Dominações, Tronos, Querubins, Serafins (Cl 12,16 e Ef. 1,21). Além destes coros, há 7 anjos especiais, que não sabemos ao certo se são Serafins ou Arcanjos. Também a Palavra nos fala deles:

“E quando o Cordeiro abriu o sétimo selo, fez-se silêncio no céu por meia hora …  E vi os sete anjos que servem diante de Deus. A eles foram entregues sete trombetas.” (Apoc 8,1-2)

Na Bíblia temos a menção nominal a 3 Arcanjos: São Rafael (Tobias 12,15), Gabriel (Lucas 1, 19.26) e Miguel (Apoc. 12, 7ss; Daniel 10,13ss; 12:1; Judas 9). Aliás, são os únicos anjos que conhecemos os nomes, revelados pela Palavra de Deus. Tudo o mais não é bíblico.

Hierarquia de S. Miguel

Há duas tradições de ensinamento sobre S. Miguel. Segunda uma delas, ele seria desde o início um Anjo do mais alto grau que enfrentou Satanás e o venceu. Outra tradição, defendida por S. Tomás de Aquino, diz que ele seria um anjo de hierarquia baixa, portanto inferior a  Satanás, mas também o venceu e, por isso, foi elevado ao mais alto grau entre os anjos. Se esta última hipótese foi o que aconteceu, então cumpriu-se nele a palavra que diz: “Derrubou do trono os poderosos e exaltou os humildes.” (Lc 1,52)

Batalha dos Anjos:

Segundo Santo Agostinho, quando a Bíblia diz que Deus criou, no princípio, a luz e a separou das trevas (Gênesis 1, 3-5) isso faz referência à separação entre os anjos, sendo que os anjos maus tornaram-se demônios e perderam o seu lugar no céu. Já os bons, liderados por S. Miguel, garantiram para sempre sua vida bem-aventurada.

O último livro da Bíblia fala-nos ainda mais desta batalha, liderada por S. Miguel:

“Houve uma batalha no céu: Miguel e seus anjos guerrearam contra o dragão. O dragão e seus anjos combateram, mas não conseguiram vencer, nem se encontrou mais o seu lugar no céu. O grande dragão, a antiga serpente, chamado Diabo e Satanás, o sedutor do mundo inteiro, foi derrubado, e seus anjos foram atirados com ele na terra. (Apoc 12, 7-9)

A liderança de São Miguel foi mostrar aos anjos que Deus é maior e que niguém é como Ele. Daí o nome deste anjo: Mi Ka El, que significa Quem Como Deus?

Missão

A tradição da Igreja, baseada na Palavra de Deus, nos fala de duas missões principais de S. Miguel: estar junto a nós no último momento de nossa vida e assim Levar as almas para Deus e a missa de defender o povo de Deus na luta contra Satanás. Daí ele ser invocado como protetor da Igreja.

“Naquele tempo surgirá Miguel, o grande príncipe, o protetor dos filhos do teu povo. Será um tempo de angústia qual não houve desde que os povos existem, até aquele momento. E naquele tempo o teu povo será salvo, todo aquele que estiver inscrito no Livro.” (Dn. 12,1)

Os Santos e S. Miguel

            Os santos tiveram uma profunda devoção a S. Miguel:

  1. Francisco recebeu suas chagas por meio de São Miguel, no monte Alverne. Por devoção a S. Miguel ele deu início às Quaresma de São Miguel (40 dias de oração a ele, antes de sua Festa).

O Papa Leão XIII, após uma visão na qual viu um período de especial ataque do demônio contra a Igreja, escreveu um pequeno exorcismo, pedindo a invocação deste Arcanjo:

“São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate. Sede o nosso refúgio contra as maldades e ciladas do demônio. Ordene-lhe Deus, instantemente o pedimos, e vós, príncipe da milícia celeste, pela virtude divina, precipitai no inferno a satanás e aos outros espíritos malignos, que andam pelo mundo para perder as almas.”

Santa Faustina disse: “Tenho uma grande devoção por S. Miguel Arcanjo. Ele não tinha um exemplo no cumprimento da vontade de Deus e, no entanto, cumpriu fielmente os desejos de Deus. (Diário, 667)

São Miguel fez aparições a S. Joana D’arc, indicando-lhe a forma de combater pela França, o que significou também o combate pela fé católica. E, segundo alguns pesquisadores da Mensagem de Fátima, teria sido ele o Anjo que apareceu às crianças, preparando-as para receber N. Senhora.

Por fim, há na Itália um gruta que foi consagrada pelo próprio São Miguel (Monte Gargano), no século VI. Segundo a tradição São Miguel Arcanjo apareceu ao bispo local e disse-lhe: “Eu sou o arcanjo Miguel e estou sempre na presença de Deus. A caverna é sagrada para mim, eu a escolhi e serei seu anjo protetor. Ali na entrada da rocha podem ser perdoados os pecados das pessoas. O que se pedir em oração será escutado. Vá então até a montanha e dedica-a ao culto cristão.” Como essa montanha tinha sido local de antigos cultos pagãos, o bispo vacilou e não cumpriu o pedido do arcanjo. Com isso, em uma terceira aparição o próprio São Miguel disse que já havia feito ele mesmo a consagração. Ainda assim, depois disso, o bispo se dirigiu até lá com outros bispos em procissão. Devido a esta peculiar consagração, a gruta recebeu o título de “Basílica Celestial”. Séculos depois, em 1656, durante uma terrível peste que assolava a região, o bispo Alfonso Puccinelli recorreu à ajuda de São Miguel, com jejuns e orações; também este teve uma aparição do Arcanjo, que lhe prometeu o fim da peste, o que de fato aconteceu de forma milagrosa. A esta Basílica têm acorrido, ao longo dos séculos, milhares de peregrinos, entre eles homens de grande santidade como São Francisco (que não achou-se digno de entrar, rezando na entrada), Santa Brígida, Santo Afonso, São Padre Pio, o Papa João Paulo II e outros. Na capela do Santíssimo, ali presente, encontra-se uma parte da Santa Cruz de Cristo.

Por tudo isso, diante da grande batalha que atualmente travamos contra o mal, não deixemos de pedir a proteção deste Arcanjo, vencedor dos demônios.

São Miguel Arcanjo, rogai por nós!

 

 

Karl Marx, perfeito discípulo do Inimigo

karl_marx_hornedMarx, infelizmente tão idolatrado até por alguns católicos, foi um bom discípulo de Satanás.

Por quê?

Satanás é aquele que não aceitou se submeter a Deus, à Sua vontade. Mas tentou ser deus, inclusive quer ser adorado pelo homem. Em seu afã de idolatria, transformou-se em homicida e mentiroso, por excelência (cf Jo 8,44).

Marx tomou o mesmo caminho de orgulhoso, mentiroso e assassino. Vejamos o que ele diz, rejeitando o Criador:

“Um ser só se revela independente enquanto é senhor de si, e só é senhor de si enquanto deve a existência a si mesmo. Um homem que vive pela “graça” de outro, é considerado ser dependente. Mas eu viveria completamente pela graça de outro se ele tivesse criado a minha vida, se fosse a fonte da minha vida e esta não fosse a minha própria criação.”

Em um poema seu, do tempo de jovem, ele escreveu: “eu gostaria de me vingar daquele que governa acima” (estas duas citações estão no livro Marx & Satan, do ex-comunista Richard Wurbrand).

É bem conhecida de todos nós a frase de Marx, que “a religião é o ópio do povo”. Mas muitos que o bajulam não sabem o que ele disse também contra a família, a saber: que esta é um engano da sociedade burguesa, ou seja, que não tem sua origem em Deus (que nem existiria mesmo!), mas um meio de alienar as pessoas. Em certo momento Marx escreveu a seu amigo comunista Engels: “bem aventurado os que não têm família”. Mas Marx foi casado e teve 7 filhos (além de um outro com a empregada, que ele nunca assumiu), embora uma verdadeira tragédia tenha se abatido sobre eles: 4 do seus filhos morreram ainda pequenos e dois se suicidaram quando adultos.

Infelizmente, em nossos dias, os discípulos do inimigo continuam presentes, atuantes e enganando a muitos. Hillary Clinton, por exemplo, foi discípula de Saul Alinski que, por sua vez, escreveu um livro sobre radicais (Rules for Radicals) e que dedicou seu livro a Lúcifer, “o maior radical da história”, segundo ele.

Quem segue os citados acima, ainda que sem saber, seguem o “pai da mentira”. Não foi por acaso que, em Fátima, Nossa Senhora advertiu sobre os erros da Rússia, país que foi o primeiro a sentir na pele as ideias revolucionárias de Marx. Já nos primeiros anos da Revolução comunista (1917) naquela Nação, quase dois milhões de fieis foram presos e/ou mortos, assim como centenas de padres. No total, fala-se em 90 milhões de mortos pelo comunismo no mundo (China, Vietnan, Coréia, Cuba, etc). Já prevendo toda esta desgraça, diversos Papas alertaram os fies para o perigo do comunismo (ver as Encíclicas Divinis Redemptoris, de Pio XI, e Rerum Novarum, de Leão XIII).

Como se vê, Marx não somente atacou Deus, a religião e a família, mas também inspirou sanguinários. A ação demoníaca de Marx continua hoje, ainda que requentada por outros “pensadores”, com uma roupagem “de paz e amor”, ambientalismo e politicamente correto. Mas tudo farinha do mesmo saco. A ação demoníaca de Marx continua hoje, ainda que requentada por outros pensadores, com uma roupagem “de paz e amor”, ambientalismo e politicamente correto. Mas tudo farinha do mesmo saco.

E aí, dá pra ser marxista/comunista/socialista e ainda ser cristão?

Pe. Silvio, MIC

Curitiba é local de encontro que promove o aborto

abortion Curitiba, a cidade que se destacou no cenário nacional pela luta contra a corrupção, torna-se nestes dias (13-19 de julho) cenário para um encontro nada elogiável: trata-se do LACMA 2017. Como anunciado pelos próprios organizadores, “é um evento internacional promovido pela IFMSA em parceria com a ONG IPAS, a qual defende o direito a saúde reprodutiva feminina através do aborto seguro e métodos contraceptivos”.

O encontro está sendo apresentado por um Comitê de dentro da UFPR e acontece em um hotel da capital. Pelo seu público alvo – médicos e especialmente estudantes de medicina, que terão todo o evento pago (incluindo estadia no hotel, alimentação, etc) – fica fácil entender o real objetivo do encontro: passar aos estudantes da área a ideologia abortista, na esperança que estes se tornem futuros profissionais que eliminarão os bebezinhos.

IPAS

De fato, é conhecido dos estudiosos na luta contra o aborto a ação da ONG IPAS. Sediado na Carolina do Norte, com filiais em inúmeros países, inclusive no Brasil, o IPAS assessora clínicas de aborto e promove cursos para médicos em procedimentos de aborto em todo o mundo. No Brasil, o IPAS, em parceria com o governo federal, promove regularmente cursos sobre aborto na maioria das grandes maternidades e escolas de medicina.

Em 1991 o IPAS criou o conceito de “cuidados pós aborto” e, em 1993, juntamente com outras organizações, criou o Consórcio da Atenção Pós Aborto para educar os operadores da saúde em todo o mundo sobre as conseqüências do aborto inseguro e desenvolver os cuidados pós aborto como uma estratégia de saúde pública.

Na Segunda Conferência Internacional de Planejamento Familiar, realizado em 2011, em Dakar, a representante do IPAS declarou que os participantes da conferência reconheceram que

“existe um vínculo essencial entre o aborto e o planejamento familiar, e que está dentro do poder de ação dos provedores de programas de planejamento familiar assegurar que toda mulher que experimenta uma gravidez indesejada receba aconselhamento e, caso deseje interromper a gravidez, seja encaminhada a um serviço de aborto seguro, se possível, nas mesmas dependências”.

A estratégia é, portanto, bem clara: mascarar o assassinato de bebês indefesos sob o eufemismo de “saúde reprodutiva feminina” e “aborto seguro”, dizer que tudo isso é uma “política de saúde pública” e vender esta ideia aos futuros profissionais da área de saúde. Esta estratégia esta dentro de uma estratégia maior, que vem sendo colocada em ação no mundo e, especialmente na América Latina, há décadas: já que a população é contra o aborto e, por isso, sua discriminação e legalização não passa nestes países, que se force a prática do aborto fora da lei, como forma de forçar a mudança da lei.

Palestras

Nos dias em que os estudantes de medicina de diversos países estarão na Capital Curitibana eles ouvirão sobre aborto o tempo todo, pois as palestras são:

– saúde materna e novas perspectivas sobre o aborto

– direitos humanos e acesso ao aborto

– a busca pelo aborto seguro

– Profissionais que oferecem aborto

– conversando sobre o aborto

Claro que na ideologia abortista tudo isso é passado como preocupação com a mulher, mas não passa de uma falácia. O objetivo final é que importa: favorecer a legalização do aborto. A mulher é instrumentalizada para atingir este fim.

CRIME

Parece muito claro que tal prática pode ser tipificada como crime de apologia ao crime (art 287 do Código Penal), cujo teor indicado por juristas é enaltecer, realizar com afinco, engrandecer, glorificar, etc, um crime. Parece, no entanto, que os defensores do aborto estão certos da impunidade, pois não se preocupam com a possibilidade de ter que responder à Lei.

O QUE FAZER

  • Qualquer cidadão pode entrar em uma delegacia de Curitiba com uma notícia crime.

Maria é Mãe de Deus? Como entender isso?

momHá uma verdade de fé professada pelos católicos, referente a Maria, que é a base para todos os demais dogmas sobre ela: que ela é a Mãe de Deus. Mas como entender isso? A dúvida vem principalmente dos protestantes, mesmo daqueles entre eles que reconhecem em Maria uma mulher especial e não “uma qualquer”. Mas tal dúvida pode estar mesmo entre católicos, não obstante sua aceitação pela fé. Continue lendo