Vacina contra HPV: sérias questões

vacineMuitos pais no Brasil estão preocupados sobre a questão de vacinar ou não seus filhos adolescentes contra o HPV (papilomavírus humano). A preocupação aumentou com a exigência, do Sistema de ensino do Paraná (talvez em outros estados também) sobre a recepção da vacina para que a matrícula nas escolas públicas seja efetivada. Diante disto, seguem algumas considerações para ajudar estes pais (o artigo precisa ser longo, pois o tema é complexo).

Questão de fundo Continue lendo

Azul e rosa

blueHá motivo para defender cores em relação a meninos e meninas? Há motivo para abolir este padrão? Para um lado e para o outro, a resposta é sim.

A ideologia de gênero é uma realidade. Determinados setores progressistas da sociedade (mídia, educadores, grupo LGBT, feministas) vem tentando impô-la sobre nós. Além da ação ampla, que visa atingir a todos os públicos e faixas etárias (via novelas, propagandas, indústria da moda), as crianças são o alvo principal e, para atingi-las, o meio privilegiado é o sistema educacional do país.

 

Para uma compreensão básica, é preciso saber que a ideologia de gênero apregoa a indefinição sexual das pessoas: não existiria um sexo definido para ninguém: qualquer um pode ser o que sentir-se, podendo inclusive mudar a qualquer momento: hoje a pessoa se define como homem, amanhã como mulher, depois de amanhã como transexual, depois como bissexual e assim por diante. Tudo com base em sentimentos e subjetivismo.

 

E quanto ao sexo biológico (o fato de homens nascerem com corpos e cromossomos masculinos e as mulheres com corpos e cromossomos femininos)? Isso não conta para os ideólogos. Geralmente eles são defensores da natureza, mas aqui a ideologia fala mais alto. O que é natural pode ser desconsiderado, pois o relativismo dita que cada um determina o que decide ser, sem levar em conta leis naturais.

 

Essa indefinição sexual ideológica é acompanhada, no entanto, de libertinagem e promiscuidade sexual, em um futuro estágio pós implementação da ideologia. As principais cabeças da ideologia de gênero (Shulamit Firestone, Judith Butler, Simone de Beauvoir) defendem o sexo livre (irresponsável), a sexualização precoce dos adolescentes (direito sexual) e até mesmo o incesto e a pedofilia.

Para ser coerente com seu discurso, precisam subverter as normas e costumes sociais. Cada vez mais a indústria da moda produz roupas unissex justamente para que homens e mulheres não sejam diferentes. O ideal, para os ideólogos, é a formação de uma geração sem identidade sexual, que irá acarretar na falta de identidade humana.

 

A partir do que foi dito acima se entende por que o alarde da mídia esquerdista pelo que a Ministra da Família – Damares – disse em relação a meninos vestirem azul e meninas rosa. A Ministra quer reforçar e resgatar padrões de masculino e feminino nas crianças. Padrões estes que estão vigentes há séculos na sociedade, por serem bons. Ela está certíssima ao fazê-lo. O ser humano precisa de padrões e convenções para ajustar-se em sua vivência pessoal e social. Claro que tais padrões não são absolutos, mas seguem a regra do bom senso, ou seja, não há problema algum de, em vez em quando, uma menina vestir azul e um homem vestir uma camiseta rosa. Mas, de forma geral, azul é sim um padrão de cor para homens e rosa para mulheres. Assim como carrinho é, em geral, brinquedo de menino e boneca é sempre brinquedo de menina.

 

Os ideólogos do gênero sabem que estão perdendo terreno com o novo governo e que tudo que eles investiram nos últimos 15 anos no Brasil está correndo risco de ser revertido. Por isso sua ferocidade hipócrita contra a Ministra.

 

No entanto, os pais cristãos percebem o momento especial que estamos vivendo, e não serão enganados pelos ideólogos. Mas toda atenção é necessária para com aqueles que querem gerar polêmica. Como me escreveu uma mãe:

 

“Estava vendo o discurso de posse da Ministra Damares Alves. Parece um sonho, mas graças a Deus é verdade e temos uma grande oportunidade de salvar as crianças, a mulher e a família dos globalistas. Ela falou tanto assunto importante e urgente que precisa ser resolvido no país… e as pessoas só se incomodaram com as cores. Pena que muitos não estão percebendo a oportunidade que temos.”

Pe. Silvio Roberto, MIC

Outros textos meus sobre esta temática:

http://acordaterradesantacruz.com.br/?p=462

http://acordaterradesantacruz.com.br/?p=509

http://acordaterradesantacruz.com.br/?p=691

Baterão na sua porta no domingo cedo… Mas há algo pior que a chatice

P1011375.JPG     Muitos já tiveram a experiência: domingo pela manhã e as testemunhas de jeová batem à sua porta. Você poderá até dizer que não quer conversar naquele momento, mas eles insistirão, inclusive para vender-lhe sua revista.

Mas há algo muito pior do que a inconveniente insistência das testemunhas. O conteúdo que eles querem lhe passar, ainda que camuflado sob belas imagens de um paraíso na terra, é um veneno mortal. Isto é pior do que a chatice, é colocar sua alma em risco. Vejamos por que. Continue lendo

DIREITOS HUMANOS DEFRAUDADOS

dhA sociedade mundial comemora no mês de dezembro, dia 10, para ser mais preciso, o dia Mundial dos direitos humanos. É muito justo e necessário a comemoração e mais ainda a ênfase nos direitos humanos. Pois estes são a possibilidade de uma linguagem comum e princípio de justiça para toda humanidade, independente de raça, credo ou estado social. Continue lendo

A França está colhendo o que plantou

paris-riotsO país do iluminismo e do positivismo defendeu, em sua mundialmente conhecida Revolução (no fim do século XVIII), que Deus é um grande ausente e que o catolicismo é um atraso para a razão, que foi literalmente cultuada como deusa. Embora o grupo mais radical (jacobino) tenha sido derrotado, o LAICISMO estava lançado na sociedade francesa e mundial. Continue lendo

Sim, é possível uma mulher sair do homossexualismo

womenO testemunho que segue, que recebi de uma de minhas atendidas, pontua muito bem o que levou esta mulher ao homossexualismo: desestruturação familiar, revolta pessoal, abuso sexual, carência paterna. Mas, o mais importante, é que este testemunho mostra uma história de superação, pela graça de Deus e por uma mãe orante.

 

“Vim de uma família aparentemente estruturada: pai, mãe e irmãos. Minha mãe nos fez cumprir todos os sacramentos na Igreja e todos nós fomos para catequese. Do lado meu pai era da umbanda, e assim foi até meus 12 anos de idade, aproximadamente. Tanto pai quanto mãe tiveram infâncias difíceis. Continue lendo

Ativismo do judiciário: ameaça à vida e à democracia

Post FaceO filósofo iluminista Montesquieu é reconhecido como o principal formulador do nosso sistema político, que é baseado no equilíbrio entre três poderes distintos e complementares: o poder executivo, o legislativo e o judiciário. Como sabemos, cabe ao legislativo criar leis; ao executivo, como o próprio nome já diz, executá-las (este poder também pode propor leis, mas que devem ser referendadas pelo Legislativo). Ao Judiciário cabe assegurar que a lei seja cumprida e que os que as infringirem sejam penalizados. A mais alta corte do judiciário – o Supremo Tribunal Federal (STF) – tem um papel ímpar: salvaguardar a Constituição.

Atentado contra a democracia Continue lendo